sábado, 17 de janeiro de 2009

CURIOSIDADES CHAMAM A ATENÇÃO DOS TURISTAS NO CHAPÉU DO SOL, EM SÃO JOÃO DA BARRA

Foto : A fruta do Biri-biri . Foto extraída da internet.
Não bastassem as constantes paradas turísticas em frente à casa do disco voador, na SB 16, rodovia recém- asfaltada com moderno pavimento e iluminação refletiva e calçadão - em Chapéu do Sol, agora o turista tem um motivo a mais para conhecer um atrativo turístico ímpar: um pé de fruta chamado Biri-Biri.
Esta frutinha bem exótica pode ser vista, segundo informações do Secretário Municipal de Pesca, Eleilton Meireles, no barzinho aconchegante do Sr. Ailton, que tem a varanda de seu barzinho encaixada dentro de uma pequena chácara. Espetacular!
Todos que ali vão, poderão ver de perto essa frutinha curiosa, podendo ter uma mesa colocada ao lado da árvore e que, segundo o próprio Eleilton, dá um excelente tira gosto. Resta saber se Sr. Ailton vai colocá-la na mesa, por ser uma especiaria de luxo! No local há a presença da velha guarda tocando aquele violão mágico...
COMO CHEGAR Para ver esta frutinha, pergunte onde é o barzinho do Sr. Ailton, no Chapéu do Sol, com entrada pela SB -16 ( rodovia Atafona -Grussaí) próximo ao antigo barzinho "Chega Mais" e seguir até o final desta rua, sentido praia- fundos do Chapéu do Sol. Eu vou lá conferir!!! CURIOSIDADES DO BIRI-BIRI
O biri-biri, uma fruta encontrada na Bahia e de sabor bem azedo, é boa opção para incrementar receitas. Quando o sol aparece a folha abre. A planta do biri-biri é sensitiva noturna. Fecha as folhas à noite para dormir. Pertence à família das horçalidáceas, a mesma da carambola. O pé de biri-biri adulto chega a dez metros de altura. A fruta nasce no tronco e nos galhos, sempre em cachos durante todo o ano. É verdinha, mesmo madura. O sabor é muito azedo. O agrônomo Beto Pimentel cultiva um pomar com mais de 120 espécies de frutas. Está sempre pesquisando sobre elas, mas não encontrou até agora um estudo científico sobre o biri-biri. “Análise nenhuma de laboratório nós temos. Só se sabe cultura popular” – disse Beto. Beto, que também é chefe de cozinha, levou o biri-biri para temperar suas principais receitas, da galinha caipira aos pratos com fruto do mar. O biri-biri é colocado em fatias e a quantidade depende do gosto do freguês. “Todo marisco é meio adocicado. E ele é um contrapeso. Então, em uma moqueca para duas pessoas, você pode usar um biri-biri inteiro cortadinho em fatias. Substitui o limão” – explicou Beto. O biri-biri é originário da Ásia e foi introduzido no Brasil pela Amazônia. Também é conhecido por limão de caiena e azedinha.

Um comentário:

news...nutrição/gastronomia/turismo disse...

Já há uma pesquisa publicada com a análise dos minerais o link é http://sec.sbq.org.br/cdrom/32ra/resumos/T1701-1.pdf