sábado, 10 de abril de 2010

MV BILL, FAMOSO RAPPER, PRESTES A RECEBER UM EXEMPLAR DE "A SAGA DE UM HERÓI NEGRO" DE JOÃO OSCAR

Foto: O Famoso Rapper MV Bill, que esteve no Haiti, poderá receber em breve um exemplar do livro "A Saga de Um Herói Negro" do escritor sanjoanense , João Oscar, através do movimento CUFA-Campos dos Goytacazes. Foto extraída do blog www.audiocama.wordpress.com
CUFA- CAMPOS VALORIZA A HISTÓRIA DE CURUNKANGO
Foi com grande satisfação que vi a notícia estampada no Blog da CUFA - Campos dos Goytacazes, com a indicação de leitura do livro de meu pai, João Oscar, intitulado "A Saga de Um Herói Negro". Como o movimento CUFA (Central Única das Favelas) é de grande importância para inclusão social daquelas pessoas esquecidas pelas políticas sociais, culturais, habitacionais e esportivas, me senti na obrigação de doar 30 exemplares do referido romance para que a Associação consiga obter renda própria para implementar ainda mais os belos projetos em sua sede de Campos e quem sabe, possamos fazer um relançamento do mesmo com a presença do renomado Rapper MV Bill, que já visitou o Haiti, foi no Faustão várias vezes, ganhou prêmio da UNESCO e escreveu inteligentes letras de Hip Hop, falando da discriminação racial, violência e outros assuntos relevantes. João Oscar desejaria realmente isso! Espero que um dos exemplares chegue às mãos do MV Bill, nosso famoso rapper do Brasil!!! Estamos aguardando maiores contatos com o CUFA - Campos, para alinhavarmos o encontro. O QUE É A CUFA? A CUFA – Central Única das Favelas – é uma organização sólida, reconhecida nacionalmente pelas esferas políticas, sociais, esportivas e culturais. Foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas do Rio de Janeiro – principalmente negros – que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente sua vontade de viver. A organização tem o rapper MV Bill como um de seus fundadores, este que já recebeu diversos prêmios devido à sua ativa participação no movimento Hip Hop. Em 2004, a UNESCO o premiou como uma das dez pessoas mais militantes no mundo na última década. Além dele, a CUFA conta com Nega Gizza, uma forte referência feminina no mundo do Rap, conhecida e respeitada por seu empenho e dedicação às causas sociais. Nega Gizza é também diretora do HUTÚZ, o maior festival de Rap da América Latina, que é produzido pela CUFA. O Hip Hop é a principal forma de expressão da CUFA e serve como ferramenta de integração e inclusão social. Por ser um movimento que, há 20 anos, sobrevive se delineando nos guetos brasileiros, mesmo sem o apoio da mídia, cresce e se fortalece a cada dia, arrebatando admiradores de todas as camadas sócio-econômicas e deixando para trás o rótulo de “cultura do excluído”. Ao longo de sua existência, o Hip Hop vem criando um movimento forte, atraente, com grande potencial, e segue abrindo portas para novos nichos comerciais ainda não explorados. Através de uma linguagem própria, a CUFA pretende ampliar suas formas e possibilidades de expressão e alcance. Assim, vai difundindo a conscientização das camadas desprivilegiadas da população com oficinas de capacitação profissional, entre outras atividades, que elevam a auto-estima da periferia quando levam conhecimento a ela, oferecendo-lhe novas perspectivas. Agindo como um pólo de produção cultural desde 1999, por meio de parcerias, apoios e patrocínios, a CUFA forma e informa os cidadãos do Rio de Janeiro e dos outros 25 Estados brasileiros, além do Distrito Federal. Dentre as atividades desenvolvidas pela CUFA, há cursos e oficinas de DJ; Break, Graffiti, Escolinha de Basquete de Rua, Skate,Informática, Gastronomia, Audiovisual e muitas outras. São diversas ações promovidas nos campos da educação, esporte, cultura e cidadania, com mão-de-obra própria.

Um comentário:

Angeline disse...

Olá André,
Obrigada pela visita ao Blog O Vagalume.
Acompanhamos com muito interesse seu trabalho e acreditamos que a troca de experiências possa ser muito proveitosa a todos os municípios fluminenses.
Em particular SJB passa por muitas transformações e com certeza tem muita experiência a transmitir.
Sobre o ICMS Verde, conseguiria enviar uma matéria informando valores a serem recebidos p seu município esse ano e os itens q formaram o índice ambiental?

Abs