quarta-feira, 7 de outubro de 2009

CONFERENCISTAS NACIONAIS E ESTRANGEIROS, QUE ESTÃO NO SESC MINEIRO DE GRUSSAÍ, FIZERAM CITY TOUR EM SJB

Postal: Os conferencistas conheceram o histórico Paço Municipal.
Foto: Enquanto as mulheres estavam no interior da Estação das Artes Derly Machado, os homens conversavam sobre a arquitetura da antiga estação ferroviária. Crédito da foto: Andre Pinto.
Foto: Os conferencistas adoraram o artesanato sanjoanense. Crédito da foto: Andre Pinto. Crédito da foto: Andre Pinto. Crédito da foto: Andre Pinto. Foto: Os conferencistas nacionais e estrangeiros conheceram as histórias do antigo Pontal de Atafona e o processo de transgressão marinha. Crédito da foto: Bruno Costa. Crpedito da foto: Bruno Costa. Foto: Turista fica apavorado ao ver que o mar tomou 500 metros da praia e aproximadamente 400 casas foram engolidas pelas ondas no decorrer dos anos. Crédito da foto: Bruno costa.
PREFEITURA FAZ GUIAMENTO TURÍSTICO PARA CONFERENCISTAS NACIONAIS E ESTRANGEIROS A Prefeitura Municipal de São João da Barra, através das Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Educação propiciaram um guiamento turístico especializado, nesta tarde de terça-feira, 06/10, aos participantes da Iª Conferência Internacional de Desenvolvimento Regional e Local que está em andamento por três semanas consecutivas no Centro de Convenções, Turismo e Lazer do SESC Mineiro de Grussaí, São João da Barra. A Secretaria de Educação organizou, Através da Secretária Graça Maria Viana e da assessora Heloísa Helena, a obtenção de transporte através da Agência de Turismo Carioquinha, onde uma bela jardineira levou os turistas aos diversos atrativos turísticos municipais, enquanto a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, através do Secretário Marcos Sá, cedeu o seu funcionário, o guia em turismo regional cadastrado na Turisrio, Andre Pinto, que traçou o trajeto, no intuito de ambientalizar os participantes aos atributos cênicos, patrimônio histórico, centro comercial e curiosidades de nosso município. Os participantes conheceram no city tour as histórias de fundação do próspero município sanjoanense, histórias da cana de açúcar, gado, passando pelo petróleo e chegando ao Porto do Açu e com pitadas do futuro pré-sal. Visitaram, em "sight seeing" (de dentro do ônibus jardineira), o cais do imperador, o antigo trapiche, a Igreja e Praça de São Pedro, a tradicional rua dos passos, o Palácio Cultutal, a Indústria de Bebidas Joaquim Thomás de Aquino Filho, A Praça e Igreja de São João Batista, A Casa da Câmara e Cadeia, O Centro Cultural Narcisa Amália, O Canhão da Rainha, O Paço Municipal, as Palmeiras Imperiais, a vila da CEHAB, a Colônia de Pesca Z-2 , A Igreja Nossa Senhora da Penha, o futuro entreposto de pesca, o prédio de Julinho, as Dunas de Atafona, o Espaço da Ciência Maria de Lourdes Coelho Anunciação, o Novo Balneário de Atafona, A casa do "Disco voador", a Avenida Liberdade, Igreja de Santo Amaro e o retornaram ao SESC Mineiro, logo em seguida para reinicio de suas atividades. No roteiro houve a parada em dois locais: A Estação das Artes Derly Machado e as Ruínas do Pontal (antigo Prédio de Julinho); Para a Prefeita Carla Machado, a iniciativa de apoiar eventos como este, mostra que o município vem se preparando para acompanhar o desenvolvimento sustentável ao realizar e receber grandes eventos internacionais de turismo de negócios e turismo corporativo, uma vez que reúne todos os atributos necessários para o turismo receptivo, como ser reconhecidamente um pólo turístico pela Embratur, ter infra-estrutura, hospedagem, agências de turismo, equipamentos turísticos, técnicos habilitados e população hospitaleira. Entre os participantes estavam pessoas do Sul do país - Região Gaúcha, do Norte - Natal, da Argentina, Chile, Rio de Janeiro, Minas Gerais e da própria cidade vizinha de Campos do Goytacazes e de nossa São João da Barra. Funcionários da LLX , que já conhecem S. J. da Barra há algum tempo, também estavam na jardineira e nem sequer imaginavam que o município tinha um quadro de profissionais para guiamento turístico tão especializado como este. A Estação das Artes efetuou algumas vendas para os turistas como licores e doces caseiros, bem como lembranças de São João da Barra. Foram duas horas inesquecíveis de passeio de jardineira sob a brisa do vento nordeste e o céu azul claro da primavera - disse uma das participantes ao descer da jardineira, despedindo-se do guia, Andre Pinto. Entre os turistas estava um proprietário de uma famosa operadora de turismo de Minas Gerais que se encantou com o que foi visto e falado no passeio.

Um comentário:

Angeline disse...

Alô, André!
Obrigada pela visita e já divulgamos essa postagem por lá para servir de exemplo p o Noroeste Fluminense com tanto potencial adormecido!
Outro dia troquei e-mail com o um sr aí de SJ da Barra, procurando informações genealógicas de meu avô-paterno, nascido no distrito de Pipeiras, ele citou seu blog e seu pai. O blog já conhecia...

Abs

Angeline