terça-feira, 20 de outubro de 2009

FAMÍLIA PINTO: TALENTO E CRIATIVIDADE SANJOANENSE

Foto: "Óh, olha o trem..." como dizia Raul Seixas. Crédito da foto: Andre Pinto
Foto: Trem sanjoanense, solta fumaça de verdade, apita e toca sino. Crédito da foto: Andre Pinto.
Foto: Estudantes da rede pública de ensino passeiam felizes pela cidade, conhecendo a história do trem e os pontos turísticos da cidade. Crédito da foto: Andre Pinto.
O TREM MALUCO, QUANDO SAI DE PERNAMBUCO, VAI FAZENDO CHIQUE-CHIQUE, ATÉ CHEGAR NO CEARÁ!
Desde que se tem notícias da história do povoamento destas terras sanjoanenses, os "Pintos" vem se tornando elementos vivos para o somatório do engrandecimento de nosso povo. Desde os antigos administradores da Vila de São João da Praia, aos educadores em um tempo que São João da Barra não tinha estradas pavimentadas, aos trabalhadores na fábrica de conhaque, aos escritores que já se foram, aos pintores que ainda existem, aos poetas, aos doceiros e doceiras, aos padeiros, aos comerciantes, aos religiosos, aos criadores , agricultores, aos carnavalescos, aos fundadores dos Congos, aos marinheiros que já partiram, enfim aos muitos outros "Pintos" e também de outras "granjas" que deixaram suas marcas nesta terra, sempre é bom lembrarmos que sempre existe um membro da família "Pinto" se destacando em algum lugar ou atividade. OS "PINTOS" DAS INVENÇÕES Assim é na cidade de São João da Barra, que está mais feliz com a criação de um trenzinho para a criançada feito por mais um membro dos "Pinto", louco por São João da Barra! Trata-se de Agenor Pinto, conhecido carinhosamente como "Nonozinho" , filho do meu saudoso tio avô, "Nonô Carcereiro", outra imortal figura!. "Nonozinho", que trabalha por muitos anos na Fábrica de Conhaque de Alcatrão de São João da Barra juntamente com Roger Pinto - seu irmão - tem vasto conhecimento na montagem de "geringonças extraordinárias"! Lembro-me quando Roger Pinto me disse que tinha montado uma rádio "pirata" na Chatuba, somente com restos de equipamentos de som, televisão, toca fitas, ventiladores, refrigeradores etc. Fiquei pasmo, mas foi verdade! a Rádio tocava ao som de LP e tinha microfone e tudo, que loucura! Roger fez a Rádio só para provar seu potencial de "Professor Pardal", só que logo após, desmontou tudo, pois sabia que Rádio tinha que ser legalizada. Roger também montou uma cadeira elétrica de baixa potência no carnaval e deixava muito ferrado, curado na hora, só com o choque que levava! Já "Nonozinho" , certa vez em um de nossos antigos e nostálgicos carnavais, montou um carro movido à pedal de bicicleta, de dois lugares, para fazer crítica carnavalesca da antiga "Telerj". O carrinho foi sucesso e serviu depois para campanhas políticas de candidatos da cidade. É extraordinário ou não é? Agora "Nonozinho" montou este trenzinho "bem transado" e está de certa forma resgatando a memória histórica da cidade - num período em que tivemos uma ferrovia da Leopoldina e escoávamos nossos produtos e riquezas por ela. "Nonozinho" também poderia dar o nome do trenzinho de "Trem do Silva Coutinho" que foi o sanjoanense que foi designado por D. Pedro II a construir ferrovias no Norte e Nordeste do país e ainda desbravar a Amazônia e recebeu a medalha Mérito da Rosa, a mais alta comenda Imperial, por seus serviços à nação. Seria òtimo se batizasse o trem com esse honroso nome! "Nonozinho" faz o passeio de trenzinho regularmente aos finais de semana pela rua dos passos, Joaquim Thomas de Aquino Filho e outras ruas e tem afixado em seu vidro dianteiro a seguinte frase: "Criança carente não paga". Nestas duas últimas semanas "Nonozinho" está levando as crianças da rede pública de ensino para passearem na cidade, por conta da semana da criança que teve início antes de 12/10 e permanece por esta semana. O meu primo Glauber, filho de "Nonozinho" está aprendendo a ser maquinista e a dominar a "Maria Fumaça" - máquina que apita, solta fumaça e ainda toca sino. Ele, pelo jeito, está se amarrando na brincadeira! Afinal, quem não vira criança com um brinquedinho desse? Parabéns ao "Nonozinho" pela iniciativa! O que será que ele vai inventar para os próximos anos, hein? Oficiosamente dizem por aí que ele vai montar um mini helicoptero artesanal para competir com o helicóptero de Dr. Huguinho, pode? Primos, me coloco à disposição para falar da vida e obras do sanjoanense Silva Coutinho, mas andando de trenzinho com vocês! Abraços Andre Pinto.

Um comentário:

Dodo disse...

Nonozinho, deve ser irmao de Cecilia, esposa de Carlos Mauricio, ex-funcionario da FARMACIA BRASIL(na antiga Rua Formosa-em Campos/RJ), hoje aposentado.