sábado, 17 de outubro de 2009

MAIS INFORMAÇÕES DO GLOBO REPÓRTER SOBRE O ACAJU-MEMBRANA

O blog mencionou o programa "Globo Repórter" de ontem à noite sobre as plantas e frutos que tem poderes curativos. Tivemos alguns comentários e pedidos de ajuda de várias partes do país. Assim, reproduzo com os devidos créditos, a matéria do documentário que foi muito importante para todos nós.

Foto do Blog de Andre Pinto: O Admar, do horto Municipal de São João da Barra mostra a colheita de caju anão precoce. Crédito da foto: Andre Pinto.
Foto do Blog de Andre Pinto: Alcino e Walmir mostram o caju anão precoce cultuvado em todo o município de São João da Barra. Crédito da foto: Andre Pinto. ------------------------------------------------------------------ A matéria abaixo é do site G1.globo.com ...

Caju se transforma em poderoso cicatrizante

Película feita a partir do suco da fruta é indicada para queimaduras e feridas. Pesquisadora revela os segredos da medicina popular e ensina quem não tem dinheiro a colher remédios no quintal.

BEATRIZ CASTRO

Baía da Traição (PB)

Uma paisagem tropical. Quem olha, percebe logo uma fruta bastante conhecida de todos os brasileiros, saborosa, rica em vitamina C e ferro. Mas o que nem todo mundo enxerga no caju é um poderoso tratamento natural, já confirmado pela ciência, que recebeu o nome de acajumembrana: uma película feita a partir do suco de caju, indicada para queimaduras e feridas.

"Foi um remédio muito bom que purificou e sarou", conta a dona de casa Valdete de Andrade Cavalcanti, que há pouco mais de dois meses mal conseguia andar. Sofria com um ferimento crônico, provocado pelas varizes. Foi diariamente ao hospital, para fazer curativo, durante dois anos, sem resultado. A vida dela mudou depois do tratamento natural. Ela conta que em menos de dois meses o ferimento fechou com a acajumembrana.

Além de dona Valdete, outras 45 pessoas já se trataram com a película natural do caju, que tem propriedades cicatrizante, antiinflamatória e analgésica. A acajumembrana foi descoberta pela pesquisadora Salete Horácio da Silva, professora da Faculdade de Enfermagem de João Pessoa, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que há mais de 20 anos se dedica a descobrir e comprovar cientificamente o poder das plantas. "Leva de 15 dias a um mês para ficar pronto. É um processo natural da fermentação", diz. O processo tem de ser no laboratório, mas a aplicação é simples. É só cortar a película do tamanho que quiser e colocar em cima do machucado. A membrana do caju vai aderir como uma segunda pele. E o melhor de tudo: não pesa no bolso. "É uma economia estupenda no bolso do usuário, porque uma pomadinha custa entre R$ 15 e R$ 20, e isso aqui praticamente fica de graça", ressalta a pesquisadora, que não pretende ganhar dinheiro com a descoberta. O tratamento é distribuído de graça para as pessoas mais necessitadas, que contribuem doando matéria-prima, ou seja, caju. "Do cajueiro, tudo se aproveita – desde a raiz até a folha mais novinha. A folha mais tenra serve para afta. É preciso fazer uma infusão e bochechar. A raiz serve para problemas intestinais e respiratórios. A casca serve para tosse", descreve a pesquisadora. De chá a pasta de dente, muitas riquezas são extraídas dessa árvore, que já foi muito disputada. "Os índios faziam guerras para ocupar os espaços onde havia mais cajueiros, para festejar, casar, brincar", conta Salete Horácio da Silva. Muito antes de o Brasil ser descoberto, os índios potiguara habitavam o litoral da Paraíba, onde permanecem até hoje e guardam com eles um conhecimento ancestral sobre o uso da plantas medicinais. É esse saber popular, repassado de geração em geração, que despertou o interesse dos pesquisadores que têm muito o que aprender com os índios. E foi justamente em uma aldeia potigara que a professora Salete Horácio da Silva descobriu a acajumembrana, dez anos atrás. Hoje ela retorna uma vez por semana para distribuir remédios caseiros e ensinar princípios básicos de saúde e higiene. Mas, acima de tudo trocar, experiências. "À medida que conversamos com o povo aprendemos e ensinamos", diz a pesquisadora. A casa da índia potiguara Lenita da Silva, mulher do cacique Vicente, funciona como ponto de encontro dos moradores. No local, gente simples, sem condições de comprar medicamentos convencionais, se reúne para aprender com a pesquisadora. "Mastruz é bom para tosse", ensina. A sabedoria desse povo é herdada junto com muitas tradições. O costume é antigo e em quase toda casa da aldeia se encontra um cantinho com ervas medicinais. É como se fosse uma pequena farmácia, sempre ao alcance dos moradores. Dona Lenita põe para secar as plantas que ela mais usa junto à imagem de Jesus Cristo. "A flor da sabugueira é para febre; o feijão-gandu, para tosse; a colônia, para depressão", relata. Quando recebe visita, dona Lenita costuma ir para a cozinha fazer um chá. "Chá de hortelã miúda é bom para digestão e abre o apetite. Eu acredito no efeito curativo das plantas. Se não fossem minhas plantas, não sei o que seria de mim. Planta é um santo remédio, nunca há de faltar na minha casa. Em todo canto eu planto", diz. Para Salete Horácio da Silva, essa comunhão entre os conhecimentos popular e científico virou uma missão de vida. "Eu tenho admiração pelos índios, porque eles amam a natureza. Eu dou minha vida por isso. Eu vivo para isso. Essa é a minha missão", conclui.

---------------------------------------------------------------

ENTRE EM CONTATO COM OS CIENTISTAS:

ACAJUMEMBRANA

Salete Horácio da Silvam, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Este é o novo e-mail para aquelas pessoas que buscam informações sobre o ACAJU MAMBRANA, diretamente com a Professora Drª Salete Horácio da Silva - mshsilva@gmail.com -, que foi objeto de divulgação no "GLOBO REPÓRTER" por causa das curas de feridas e úlceras externas de seres humanos. Devido a reportagem de grande repercussão, a Professora Drª Salete Horácio da Silva, pede que toda toda a solicitação da Acajumembrana seja realizada através de sua Secretária Lisiane Madeiro no tel 83 88138771, ou no e-mail lisimade@gmail.com

LIÇÃO DE ERVAS EM ESCOLA DE MINAS GERAIS Celia dos Santos, bióloga da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) E-mail: celia@ufsj.edu.br MANGUE VERMELHO Alba Monteiro, professora da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) E-mail: abrito@unicamp.br Felipe Meira de Faria, biólogo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) E-mail: defaria@fcm.unicamp.br PARIPAROBA Cristina Dislich Ropke, pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) E-mail: cdropke@hotmail.com PLANTAS MEDICINAIS Maria das Graças Brandão, professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) E-mail: contato@dataplamt.org.br Fundação Oswaldo Cruz Site: www.ioc.fiocruz.br POMADA CICATRIZANTE Tania Toledo de Oliveira, professora da Universidade Federal de Viçosa (UFV) E-mail: ttoledo@ufv.br PROJETO FARMÁCIA VIVA Mary Anne Medeiros, professora da Universidade Federal do Ceará (UFC) E-mails: farmaciasvivas@ufc.br / nufito@saude.ce.gov.br

-----------------------------------------------------

22 comentários:

Anônimo disse...

achei muito boa a materia, e inressante, gostaria de saber mais, principalmente onde como adquirir a membrana, e qual o laboratório, grato

Anônimo disse...

achei muito boa a materia, e inressante, gostaria de saber mais, principalmente onde como adquirir a membrana, e qual o laboratório, grato

Anônimo disse...

PREZADO ANDRÉ PINTO TENHO UMA PRIMA COM PROBLEMA NAS PERNAS A MAIS DE 6 ANOS FERIDAS DE DAR PENA COMO FAÇO PARA ADQUIRIR O ACAJU MEMBRANA PARA LHE DAR ESPERANÇA POIS ELA JÁ PERDEU TODAS ENADA COSEGUE CURA-LA. MEU IMAIL É MARCELAFEITOZA@HOTMAIL.COM BEIJOS E DESDE JÁ OBRIGADO...

Meyre disse...

Oi. Boa noite. Eu sou Meyre Soares de Lucena, tenho 20 aos, sou técnica de enfermagem. eu tenho um irmão de 31 anos, a 7 anos por causa de um acidente ficou paraplégico.
Na semana santa do ano que vem (2010) vai fazer dois anos que ele tem um escara na nadega direita.
Eu quero saber como faço para consegui a receita da acajumenbrana. Pois eu quero tentar fazer o curativo do meu irmão com a acajumenbrana pra vê si vai funcionar em uma escara.
Agradeço muito si for atendida por que passar quase dois anos fazendo um curativo e não vêr melhoras é muito constrangedor.
Roberto é o nome do meu irmão, ele trabalha com som automotivo em uma moto adapitada, talvez seja porisso que a escara não esteja sarando.
O meu irmão é muito guerreiro, não deixou que um problema que infelizmenti aconteceu na vida dele o prendeci em uma cadeira de rodas. por isso eu agradeço muito si for atendita.

meyre.lucena@hotmail.com
Imperetriz-MA, 17 de Setembro de 2009.

Anônimo disse...

Também achei muito interessante e gostaria de saber como adquirir o acajumembrana. Um grande abraço
andreccn@ig.com.br

xandaoo_se disse...

Oi amigo, gostaria de receber informações como fazer ou até mesmo encomendar essa membrana de caju pois eu trabalho em uma prefeitura aqui de Sergipe na área de saúde e tem pacientes com úlceras um exemplo e de um que desde 18 anos ele tem uma e ate agora não cicatrizou e ele hoje tem 85 anos então são 67 de sofrimento assim eu como cidadão gostaria de ajudar já que ele não tem, condições financeiras e não tem acesso com a internet obrigado ... meu mail e xandaoo30@hotmail.com

Anônimo disse...

Bom dia!Como os outros leitores do blog venho te pedir encarecidadmente como conseguir a acajumembrana.Meu pai sofre de feridas na pernas recorrente de varizes e os problemas que isso causa são terriveis.Ele já perdeu o emprego,já foi m varios médicos e enfim...já esta perdendo a esperança.Sofro muito em vê-lo assim.Qualquer informação para mim é muito importante!Meu email é graice.cardoso@bol.com.br Obrigada!

André Pinto disse...

Prezados amigos internautas,
maiores informações sobre o ACAJU MEMBRANA deverão ser solicitadas no seguinte e-mail:

Salete Horácio da Silvam, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
E-mail: mshs@click21.com.br

Desejo sucesso e saúde à todos os internautas.
Abraços
Andre Pinto

renata disse...

Olá André,

Gostaria de saber como faço para conseguir a acajumembrana para minha mãe. Ela possui uma ferida causada por varizes na perna.

Meu email é re_carol1@hotmail.com

Aguardo resposta!!!

Renata Rocha

Thais disse...

Olá!
Também preciso muito saber como conseguir a adajumembrana. Minha avó, há mais de 3 anos, sofre com feridas varicosas. Se puderem me ajudar agradeço muito.
Meu e-mail é thalanis@hotmail.com.

Thais Andrade

Déia disse...

Desde de ja lhe agradeço por ter postado o e-mail da ciêntista.
Agora é torcer p que ela responda!
Obg de coraçao!
bjoss
Déia Cavalli

sandra disse...

caro andre,tenho na família um caso desse de ferida brava que não cura com nada e presisaria adquirir o acaju membrana para ver se aliviava esse mal desde já agradeço e que Deus lhe cubra de bençãos por voce estar dando uma esperança para quemestá num sofrimento como esse,Deus lhe abençoe

maria aparecida disse...

Oi André meu nome é Maria Aparecida sou de Cuiabá MT,gostaria de saber como adquirir acajumembrana a minha mãe tem um ferida na perna causada por varizes ela sofre muito, senti muita dor,coça e fica inchado.Se você puder me ajudar eu ficaria grata desde já muito obrigada.E que Deus lhe abençoá.meu E-mail é benis2cida@hotmail.com

Neidi disse...

Muito boa a matéria, vai ajudar muita gente que precisa.

Meu tio sofre ha vários anos com ulcera varicosa em ambas as pernas. Possui ferida aberta, faz tratamento com pomadas e curativos, mas não está tendo resultado.

Além da úlcera varicosa também sofre de Lupus Harimatoso.

Ele ficou muito interessado na receita na acajumembrana - reportagem globo reporter).

Como fazer para receber este produto em casa ou como fazer para prepará-lo?

Aguardamos com ansiedade a resposta.

10/11/09

e-mail: neidimayeradv@hotmail.com

Elâine disse...

Obrigada André, através do seu blog pude encontrar o e-mail da Dra. Salete e enviar o pedido do creme. O e-mail q a globo me enviou não dava certo, mas agora acho q vai. Obrigada msm. Fique com Deus.
Elâine- MG

luciana disse...

oi andre meu nome e luciana pois estou muito precizando muito de imformaçoes sobre esse acajumembrana pois minha mae a dois anos sobre com ulcera varicosa e a cada dia a ferida dela cresce e ela nao aguenta de tanta dor eu ja nao sei mais o que fazer vendo ela sofre tanto mim ajude moro em recife por favou mim oriente onde posso achar esse creme de acaju membrana agradeço desdi de ja muito obrigado

costa_899 disse...

Como fazer para receber este produto em casa ou como fazer para prepará-lo?pois estou com minha mãe muito doente com uma ferida enorme na perna me ajudem.meu imail é monica_sob@hotmail.com desde já agradeço pela atenção.

Anônimo disse...

Boa tarde, André!
Estou com uma dúvida. Consegui entrar em contato com Lisiane (secretária da profª Salete). Minha dúvida surgiu quanto ao valor do creme. Pensei ter entendido na reportagem que o produto não custaria nada, e no meu caso apenas o cedex. Estou enganada?
Aguardo resposta. Obrigada.

Anônimo disse...

Olá André,
Estou em busca do acajumembrana já mandei 2 emails p a Drª Salete e não obtive resposta, por favor será q vc pode me ajudar?
Fico no aguardo de sua resposta,
Obrigada.

Sidnei de Moura disse...

Como fazer para receber este produto em casa ou como fazer para prepará-lo?pois estou com um paciente acamado a dois anos que gostaria de receber esse tratamento ele tem ulcera por pressão em todo o corpo.meu e-mail é mourasid@ig.com.br resido na cidade de São Paulo.

Anônimo disse...

andre meu marido sofre de varizes e esta com uma ulcera varicosa aberta e esta aumentando e doendo muito por favor nos ajude mande para nos algum laboratorio que faça o acaju membrana ou a receita muito obrigada desde ja deus o abençoe

Andre disse...

gostaria de saber como fazer em casa o acajumembrana.
mande pro meu e-mail: andrecostaa@gmail.com

agradeço